16 de outubro de 2017

{Resenha} Um Perfeito Cavalheiro - Julia Quinn

Título: Um Perfeito Cavalheiro
Autora: Julia Quinn
Serie: O Duque e Eu
O Visconde que me Amava
Um Perfeito Cavalheiro
Os Segredos de Colin Bridgerton
Para Sir Phillip com Amor
O Conde Enfeitiçado
Um Beijo Inesquecível
A Caminho do Altar
E Viveram Felizes Para Sempre
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar as escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura a dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para a decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível.
Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de contos de fadas.


Resenha:


"— Então teremos que fazer uma vida inteira caber nesta noite."

Eu pensei muito sobre como iniciar essa resenha, e confesso a vocês que mesmo agora ainda tá difícil. Acredito que a sinopse resume bem do que o livro se trata, então, diferente da maioria das resenhas que faço, decidi me ater apenas nas minhas opiniões e relação a leitura, evitando assim um possível spoiler, que eu sei que a maioria de vocês não gostam.
Primeiramente eu gostaria de dizer que eu discordo totalmente desse nome para o livro, porque Benedict não poderia estar mais longe de um perfeito cavalheiro, aliás eu vivi uma verdadeira história de ódio com o rapaz, que se mostrou o pior dos irmãos Bridgertons. O rapaz usou de chantagens, sedução e até mesmo propostas indecorosas para tentar conquistar Sophie, inicialmente ele nem cogitou toma-la como esposa, tudo isso por ela ser uma simples criada, quando na verdade ele precisava apenas aceita-la como ela era, independentemente de sua posição na sociedade, isso sim seria amor em minha opinião.

“Eu posso viver com você me odiando — disse ele em direção à porta fechada. — Só não posso viver sem você.”

Se por um lado eu odiei Benedict, por outro eu consegui amar Sophie. Aqui Julia Quinn nos apresenta uma mocinha doce, inteligente, contida, mas ao mesmo tempo forte e determinada. Eu torci muito para que ela resistisse aos encantos do nosso mocinho, e fiquei extremamente satisfeita quando ela se recusou a se tornar amante dele, negando assim dar a mesma vida para um filho ilegítimo que poderia surgir dessa relação.
Diferente do que aconteceu com os outros livros da série, confesso que não consegui me sentir totalmente conectada ao casal desse livro, talvez tenha sido por eu passei metade da história odiando o protagonista e torcendo para que Sophie metesse um belo de um chute na bunda de Benedict. Mas aí ele decidiu ser fofo e resgatar nossa mocinha, e ainda que ele não tenha conquistado de fato meu coração, ele conseguiu ganhar alguns pontos e ser perdoado.

"Ela deu um passo para frente e ele soube que sua vida havia sido mudada para sempre.”

A narrativa de Júlia Quinn continua magnifica, e a trama tá ainda mais carregada de cenas dramáticas, engraçadas, românticas e eternos momentos de sedução. A narrativa em terceira pessoa, nos dá a visão completa do que se passa tanto com Benedict, como com Sophie, e durante todo o livro fica claro o quanto os dois se desejam.
A minha matriarca favorita mais uma vez roubou a cena, mostrando o quanto o amor familiar é importante, e do que uma família unida é capaz de fazer pelo seus.
Enfim, apesar de não ter conquistado meu coração por inteiro, Um Perfeito Cavalheiro é uma excelente releitura de Cinderela, e ainda que você não queira, vai se pegar suspirando por amor que cerca o nosso casal em questão. Recomendadíssimo.

15 comentários:

  1. Oi Aline, tem um tempinho que li essa história e assim amei ler a resenha e relembrar alguns fatos e ler os quotes. Esse também não foi dos meus preferidos dessa série, mas mesmo não sendo preferido curti muito a leitura e Júlia conseguiu me envolver. Histórias baseadas no conto da Cinderela geralmente nos apresentam protagonistas que sofrem e personagens secundários que odiamos e acho que na época eu tava muito pra esse tipo pra esse tipo de historia e acabei não favoritando mas achei que vale a pena a leitura. Curti a resenha e essa série como um todo é ótima <3

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem? Concordo em gênero, número e grau com o que você disse, Aline. Minha expectativa estava alta quando li esse livro, principalmente quando soube que se tratava de uma releitura de Cinderela, que é minha princesa favorita.
    Me encantei com Sophie "logo de cara" e confesso que quase larguei a leitura pois fiquei com raiva de Benedict pelas suas atitudes mas ainda bem que ele se redimiu no final do livro.
    Estou completamente envolvida com essa série s2
    Parabéns pela resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh! Eu sei que o Benedict usou muitas coisas erradas para conquistar a Sophie, mas gente eu amei demais esse livro assim como todos os outros.
    Não consegui parar de suspirar em nenhuma parte do livro. Chorei muito também quando terminou. Eu simplesmente amei a história do início ao fim. Acho que nunca vou me decepcionar com os livros da Julia.

    ResponderExcluir
  4. Achei maravilhoso ao perceber na sinopse que é uma releitura de Cinderela, nunca li algo no estilo.
    Aline, concordo com você. A proposta de Benedict foi a pior possível, fico feliz que Sophie não tenha aceitado. Ele tinha que aceitar do jeito que ela é, sem pensar na sociedade da época. Mandou mal, Benedict.
    Preciso muito ler essa série! E que bom que conseguiu gostar apesar das mancadas do Benedict.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Esse é um dos meus livros favoritos da série (até o momento)!
    Eu adorei o fato de ser uma releitura de Cinderela (talvez isso tenha me conquistado bastante). Benedict muitas vezes me deixou irritada também, mas em alguns momentos eu suspirava; Sophie é uma personagem bem carismática mesmo. Adorei como foi o desenrolar da história.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  6. Já faz um tempo que eu li a série, mas o do Benedict eu não gostei tanto. Como você disse, ele passa longe de ser um perfeito cavalheiro.
    A Sophie me deu muita raiva. Ela ficava o tempo todo lembrando da sua condição de empregada, mas o tempo todo, e isso foi muito irritante. Mas ela é determinada e mesmo sendo um releitura da Cinderela, gostei da história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Ah, meu Benedict <3
    Ele é meu preferido, sem dúvidas. E os mesmo motivos que te fizeram odiá-lo, me fizeram ama-lo, na realidade eu sei tudo o que ele fez, mas acredito que no fundo ele gostava dela e tinha medo, acho que meu lado romântica falou mais alto enquanto eu lia. Claro, eu também amo a Sophie, e outra coisa que percebi nos livros que li, é o amor da mãe pela família, o desejo de ver todos felizes .. Julia Quinn mais uma vez arrasou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. A cada resenha que leio dos livros da Julia Quinn me sinto mais idiota por não ter lidos eles ainda, o Benedict parece mesmo ser o oposto de um perfeito cavalheiro e acho que quando eu for ler o livro, sentirei as mesmas coisas que você sentiu, acharia ele um perfeito idiota, isso sim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Pelo jeito já está na hora de me render aos livros da Julia, estão além do sucesso!!!
    Gosto quando começo de boas com o casal e, até o fim já estou amando (obs: sempre que gosto logo de cara alguém morre, kkk). Bom que Julia consegue expressar tantos sentimentos em pouco mais de 300 páginas, já quero!! Haha!

    ResponderExcluir
  10. Vários fatores fazem eu ter TODOS OS LIVROS da lista d desejados, ainda não li nada da autora, amo releituras e ela sempre é positivamente comentada. Creio que seja uma leitura leve de se fazer, pois acabamos lendo sobre uma historia tão conhecia de outra visão. Quero iniciar ainda este ano com ela ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nossa, fiquei um pouco triste por sabe que nesse livro será assim, eu espero que comigo não seja. Eu gostei da trama, e bastante envolvente, Julia Quinn saber escrever um romance de época maravilhoso e estou desejando ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  12. O que dizer dos romances da Julia Quinn? São perfeitos, a leitura me prende, me emociona. A capa não diz muita coisa, mas quando lemos a resenha, ja apaixona. Vou ler com certeza. Essa série é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  13. Não sabia que tinha meio que essa "pitada de Cinderela" (mais que uma pitada até) nessa história da Julia Quinn. Que chato que o "mocinho" agiu assim. Já não gostei muito quando li a sinopse e estava escrito dessa proposta dela ser amante dele e você confirmou com a sua opinião que ele nem cogitou no começo ser esposo dela. Mas é como eu já ouvi dizer, nesses livros de romance de época você sabe que o casal vai ficar junto, desde o começo você já sabe, mas quer ler o desenrolar, descobrir como isso vai acontecer. Ainda não li nenhum, mas por todas as resenhas que já vi/li e por todos os comentários de leitores em eventos, sei que é assim mesmo. Não sei quando vou ler, mas não vai ser em breve.

    ResponderExcluir
  14. Oi Aline ;)
    A Júlia é uma das minhas autoras favoritas de todos os tempos, e essa série é uma das minhas queridinhas, deu até vontade de reler lendo a resenha haha
    O livro do Benedict achei meio mais ou menos para falar a verdade, acho que porque gostei tanto do livro do Anthony e da Kate, que fui com expectativas muito altas ler Um Perfeito Cavalheiro.
    Enfim, adorei a resenha e quero em breve reler todos os livros *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Oi! Que legal saber que o livro é uma releitura de Cinderela! Ele pode ser lido de forma independente? Não pretendo ler por enquanto, mas adorei a resenha. Beijos

    ResponderExcluir