10 de junho de 2017

{Resenha} Tudo e Todas as Coisas


Título: Tudo e Todas as Coisas
Autor(a): Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Classificação: ✩✩✩✩✩

Sinopse: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."



Bom, a única coisa que faço desde que terminei o livro é, além de falar para todos meus amigos lerem, é me perguntar porque não havia lido ele antes. Vamos à resenha!!!
O livro conta a história de Madeline, ou Mad, uma garota de 18 anos que nuca, nunquinha mesmo, saiu de casa. Desde pequena a protagonista foi diagnosticada com IDCG, um imunodeficiência grave, conhecida também como a doença do "Bebê na Bolha". Qualquer coisa pode matar Madeline e, por isso, tudo que entra em sua casa é muito bem embalado - para que nada de fora entre e contamine as coisas -, a personagem não vai à escola mas tem aulas virtuais diariamente e, posso garantir, lê muito.

Tudo começa a mudar quando novas pessoas vão morar na casa que estava desocupada, ao lado da casa de Madeline. Bem, a casa foi ocupada pela família de Olly, um jovem divertido, curioso e que gosta de praticar Parkour. Mad se encanta de primeira com Olly, mas por não poder sair de casa ela não consegue falar com o garoto.
As janelas das personagens são de frente uma para outra e é por maio delas que eles começam a se comunicar. Alguns dias depois eles já trocam e-mails e confidências e Olly sempre pergunta o por quê de não poder visitar Madeline e a mesma sempre se esquiva, até que um dia resolve abrir o jogo e contar que está morrendo (palavras dela!). 
Depois de muito esperar, finalmente, temos o primeiro encontro de verdade entre nosso casal favorito. Mas não se empolgue porque eles ficaram a metros de distância um do outro, com medo de que algo de errado acontecesse e colocasse Mad em risco.
Eu tinha o livro aqui em casa a um tempo mas ainda não tinha lido por falta de coragem e como o filme será lançado no próximo dia 15 eu resolvi lê-lo, e me surpreendi muito! Logo de cara gostei dos personagens e me envolvi na história, além de Madeline temos também a mãe da protagonista, que é médica e cuida da filha com a ajuda de uma enfermeira muito carinhosa e os pais e a irmã de Olly. 
Gostei  muito da forma como a autora relatou a relação entre mãe e filha, elas não eram apenas mãe e filha mas amigas que compartilhavam segredos e se divertiam juntas. Algo que me surpreendeu muito foi a mudança do ponto de vista da personagem porque, depois que Olly chegou, ela passou a ter vontade de viver mais intensamente, de sair de casa e de se arriscar.
O livro me fez refletir muito, às vezes nós temos a oportunidade de fazer algo e não o fazemos por preguiça ou para manter a comodidade, mas pense no tanto de pessoas que gostariam de estar no nosso lugar e poder fazer estas coisas. Às vezes reclamamos da escola, mas nós podemos frequentar uma, tem gente que não pode fazer isso e faria de tudo para poder. 
Algo que me deixou sem palavras foi o final - BOMBÁSTICO - do livro. Eu não esperava por algo do tipo e isso me surpreendeu demais e me deixou muito contrariada também, esperava algo total e completamente diferente, mas não tenho do que reclamar, amo ser surpreendida!
Não posso encerrar a resenha sem antes falar da capa e da edição do livro. Eu, particularmente, compro o livro pela capa e ele não me decepcionou, ao contrário, me surpreendeu muito. Amei os desenhos que compõem o livro também, eles ilustraram muitos pensamentos das personagem e nos ajudam a compreender melhor a história. A leitura é bem fluida e rápida, a sede de saber o que vai acontecer depois com os personagens me fez ficar acordada para ler "apenas mais um capítulo". Super recomendo a leitura!

Bom pessoas, foi isso, até a próxima. Beijocas!!!!

12 comentários:

  1. Olá,
    Quando vi a capa eu logo me apaixonei por ela, não tinha chegado a ler a sinopse mas sei que valeria a pena me arriscar para ler e depois de um tempo tinha visto o trailer da adaptação do livro e fiquei maravilhada com a história. A trama passa uma linda mensagem de pode se arriscar naquilo que você acha que é incrível, e também demonstrar que muitas pessoas querem ir na escola, sair e não poder é uma belíssima mensagem que a trama passa, eu já quero ler já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Também me apaixonei pela capa e mais ainda pela trama.
      Beijocas!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Depois me conte o que achou do livro.
      Beijocas!

      Excluir
  3. Boa noite!
    Há um bom tempo que estou de olho nesse livro, deve ser muito interessante conhecer essa doença praticamente desconhecida (pelo menos por mim), além de vivenciar um romance tão inusitado e bonito, diferente dos muitos que vemos hoje.
    A mensagem que o livro passa também é válida.
    Também quero ver o filme.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei estar fazendo algo que eu gosto (que é ler) e estar aprendo mais um pouco sobre a doença. Depois me conte o que achou do filme!
      Abraços!

      Excluir
  4. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas ele está na minha lista de desejados faz um bom tempo, depois que o trailer do filme saiu, minha vontade aumentou mais ainda, gosto de livros que fazem a gente pensar e a mensagem desse parece ser muito boa, gostei também da personagem principal ser negra, dá uma representatividade que não vemos nos livros.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me conte o que achou do livro!
      Beijocas!

      Excluir
  5. Uau!Uma lição e tanto. Esse livro já entrou na minha lista, já saiu e agora, depois dessa resenha, entrará outra vez.
    A capa é linda, uma das melhores que já vi. E agora estou aqui, curiosa com final.
    Aaah, Aline, nos deixou na expectativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me encantei pela capa. Depois me conte o que achou do livro.
      Abraços!

      Excluir
  6. oiii
    So pela capa ja amei ja vi muitas pessoas falar dele ateporque ta em cinema mais vou elr primeiro rrss
    Ja adicionei na lista e quero ler mui em breve sua resenha me deixou mais ansiosa amooooo esse livro sem ter lido maiss ta ok
    Resenha perfeita bjs

    ResponderExcluir
  7. Esse livro se tornou um dos meus queridinhos. O final realmente é surpreendente. Uma grande revelação. Ainda não assisti ao filme. A Maddy é uma personagem muito querida, carismática, me apeguei fácil a ela. E o Olly é simples um fofo com ela. Eu adorei várias passagens do livro. A forma que eles começam a se comunicar. Quando ele visita ela pela primeira vez. Suspirei muito com a leitura e também me fez refletir sobre muitas coisas. E o que foi o momento final? Chorei de tanta fofura.

    ResponderExcluir