Light Grey Pointer Uma vida Literária : Cinco coisas que detesto encontrar nos livros

6 de abril de 2017

Cinco coisas que detesto encontrar nos livros

Oi gente, tudo bem?
Acredito que todo leitor tenha algo que não gosta muito de encontrar nos livros que lê, pensando nisso eu decidi trazer para vocês uma listinha de 5 coisas que não gosto de encontrar nos livros que leio.




Triângulos amorosos:

Quando digo que não gosto de triângulos amorosos algumas pessoas me olham como se eu fosse uma completa estranha, afinal de contas, eu leio alguns livros que se fundamentam em triângulos amorosos e de certa forma tem notas bem positivas lá no meu skoob. Mas na verdade o que realmente me irrita é quando um desses personagens do triângulo amoroso parece ter sido colocado ali só para preencher algumas lagunas da história. É exatamente isso o que acontece em toda a Saga Crepúsculo, desde o inicio nós já sabemos que a Bella está apaixonada por Edward, e sabemos que não existe a minima possibilidade de que esse sentimento mude, mas mesmo assim a autora insistiu em colocar o Jacob, que apesar de toda sua importância durante toda a saga, só ficou ali entre o casal, como que preenchendo um espaço vazio.



Personagens machistas:

Aqui está um dos motivos pelo qual eu simplesmente não consigo me simpatizar com praticamente nenhum romance erótico. Eu entendo que alguns desses personagens são dominadores na cama, mas o que realmente não me agrada é quando essa dominação sai da cama e parte para o dia a dia dos personagens, e o cara começa a querer controlar toda a vida da personagem feminina.

Personagens preconceituosos:

Tem coisa pior do que ler um livro onde um dos personagens é exatamente tudo aquilo que você abomina?
Bom, eu tenho muito a agradecer, pois raramente leio um livro onde o personagem tenha tanto preconceito a ponto de não se tornar intragável, mas um que  li ano passado e acabou se tornando um dos livros mais difíceis que li, foi O Garoto do Cachecol Vermelho. A Mel, protagonista da trama, tem tantos preconceitos, que eu não consegui sentir outra coisa pela protagonista a não ser ódio, e por mais que ela evolua ao longo da trama, a sua mudança de postura simplesmente não conseguiu me convencer.

Romances Padronizados:

Aqui entra em questão novamente os romances eróticos, e toda aquela receita pronta que alguns parecem seguir, do homem rico, lindo e dominador, da mocinha que ou é virgem ou não possui uma vida sexual assim tão ativa, que está enfrentando problemas, sejam eles financeiros ou familiares, aí quando os dois se encontram é uma explosão de amor tão grande, aí quando isso acontece a gente tem que enfrentar todo aquele drama de que um não pode ficar com o outro se não vão sofrer.
Pois é, mesmo não lendo muitos livros do gênero, confesso que esse padrão de certa forma já me cansou, e toda vez que pego um livro hot desejo encontrar algo novo, que me faça enfim apreciar o gênero.

Continuação desnecessárias:

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de um livro único, aquele que voce inicia a leitura com a certeza de que a trama terá inicio, meio e fim. Mas o que vejo em dia e cada vez mais, é uma grande jogada de marketing, onde os autores lançam cada vez mais continuações desnecessárias. Claro que nem todas as continuações são ruins, na verdade algumas conseguem ser até melhores do que o primeiro livro, o que rola aqui é mais a questão financeira, já que voce terá que gastar um bom dinheiro para saber o que o autor trás de novo nesse livro.


2 comentários:

  1. Oie... Triângulos amorosos não me incomodam, agora personagens machistas, cheios de preconceitos e que não evoluem no final me incomoda. E uma narrativa com poucos diálogos também não me agrada muito, torna a leitura cansativa.
    Menina, eu corria de livros com continuações, até que percebi que não tem mais jeito, muitos tem continuação. E ainda bem que a maioria vale a pena.
    O garoto do cachecol vermelho... Estou muito curiosa em relação a esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir